Perguntas Frequentes

Perguntas Frequentes

  1. Há quanto tempo existe a Aspirina®?
  2. Qual é a origem do nome “Aspirina”?
  3. Como actua a Aspirina®?
  4. A Aspirina® é bem tolerada?
  5. A Aspirina® faz mal ao estômago?
  6. A Aspirina® interage com outros medicamentos?
  7. Posso tomar Aspirina® se for diabético?
  8. A Aspirina® pode ser tomada durante a gravidez?
  9. Posso dar Aspirina® ao meu filho?
  10. Qual é a diferença entre a Aspirina® e os denominados produtos genéricos do ácido acetilsalicílico?
  11. A Aspirina® contém lactose (açúcar do leite)?


Perguntas Frequentes

  1. Há quanto tempo existe a Aspirina®?

    O ácido acetilsalicílico, o princípio activo da Aspirina®, foi sintetizado pela primeira vez em 1897 por um jovem químico da Bayer, o Dr. Felix Hoffmann e a sua equipa, numa forma quimicamente pura e estável. Dois anos depois, o ácido acetilsalicílico foi lançado no mercado Alemão sob a marca registada Aspirina®.

     

  2. Qual é a origem do nome “Aspirina”?

    A letra “A” corresponde a Acetil, a parte que resta de ácido acético na molécula do princípio activo do produto, o ácido acetilsalicílico. A sílaba seguinte, “spir”, deriva da planta designada por Spirea ulmaria (salgueiro), que produz salicina, uma combinação de açúcares de ácido salicílico. O ácido salicílico é o produto base a partir do qual se extrai o ácido acetilsalicílico. A parte final da palavra, “ina”, era um sufixo comum utilizado nos fármacos quando Felix Hoffmann obteve a primeira síntese verdadeiramente estável do ácido acetilsalicílico, em 1897.

     

  3. Como actua a Aspirina®?

    O princípio activo da Aspirina® é o ácido acetilsalicílico. O mecanismo de acção do ácido acetilsalicílico encontra-se amplamente documentado e descrito na literatura disponível. O ácido acetilsalicílico inibe a produção de certas substâncias no organismo humano — denominadas prostaglandinas — que aumentam a percepção da dor e causam febre, rubor e tumefacção (inflamação) e podem associar-se ao aparecimento de lesões. Consequentemente, alivia a dor, reduz a febre e a inflamação.

     

  4. A Aspirina® é bem tolerada?

    Quando utilizado de acordo com as recomendações - dose diária máxima de 3 a 4 gramas (8 comprimidos) durante um período de no máximo 3 dias - o ácido acetilsalicílico tem demonstrado ser bem tolerado, com base na evidência obtida na sua utilização por milhões de indivíduos ao longo de mais de cem anos7. De qualquer modo, e tal como se verifica com todos os medicamentos, Aspirina® pode ter efeitos secundários indesejáveis.

    Para mais informações consulte o folheto informativo »

    7Steiner TJ, Voelker M. Gastrointestinal tolerability of aspirin and the choice of over-the-counter analgesia for short-lasting acute pain. J Clin Pharm Ther. 2009;33:1-10.

     

  5. A Aspirina® faz mal ao estômago?

    Inicialmente, a variedade de analgésicos disponível era bastante limitada. A Aspirina foi usada para aliviar a dor aguda e crónica, como a osteoartrose e a artrite reumatóide, e era tomada em doses muito elevadas, até 4 a 6g por dia. Tal como em qualquer outro medicamento, existe uma relação entre a dose administrada e a resposta do organismo. Ou seja, quanto maior a dose e mais longo o período de tratamento, maior a probabilidade de ocorrência de mais efeitos secundários. Assim, o uso histórico em doses muito elevadas resultou na associação de Aspirina® a problemas gastrointestinais. Hoje em dia, os doentes que sofrem de dor crónica já não são tratados com doses elevadas de Aspirina®.
    A Aspirina®, tal como o ibuprofeno e o paracetamol - medicamentos anti-inflamatórios não esteróides (AINE) - quando usados nas doses recomendadas, acarretam baixo risco de problemas gastrointestinais para a maioria das pessoas8. No entanto, deve ter especial cuidado com Aspirina® se tiver história de doença inflamatória do intestino, ou de hemorragia gastrointestinal, ou perfuração (relacionada com terapêutica anterior com anti-inflamatórios não esteróides), ou se sofrer de úlceras pépticas activas.

    Para mais informações consulte o folheto informativo »

    8Fries JF, Bruce B. Rates of serious gastrointestinal events from low dose acetylsalicylic acid, acetaminophen and ibuprofen in patients with rheumatoid arthritis and osteoarthritis. J Rheumatol. 2003;30:2226-2233.

     

  6. A Aspirina® interage com outros medicamentos?

    Embora o ácido acetilsalicílico possa ser tomado em simultâneo com outros medicamentos, aconselhamos a consultar o médico antes de tomar Aspirina® se estiver a ser tratado com qualquer outro medicamento. Se estiver a tomar outros medicamentos, nomeadamente anticoagulantes (fluidificantes do sangue), medicamentos para a diabetes, para a gota ou para a artrite deve consultar sempre o seu médico assistente antes de tomar Aspirina®.

    Para mais informações consulte o folheto informativo »

     

  7. Posso tomar Aspirina® se for diabético?

    Se for diabético, é aconselhável que consulte o seu médico assistente. Este está familiarizado com a sua história clínica e com a sua medicação e poderá responder-lhe a esta pergunta. Aspirina® poderá interagir com determinados medicamentos antidiabéticos.

     

  8. A Aspirina® pode ser tomada durante a gravidez?

    Se estiver grávida ou a amamentar consulte o seu médico antes de tomar qualquer medicamento. Durante a gravidez e aleitamento os medicamentos contendo ácido acetilsalicílico, o princípio activo da Aspirina®, não devem ser usados, a não ser por receita médica.
    Durante a gravidez, o ácido acetilsalicílico não deverá ser administrado a não ser que seja estritamente necessário e sempre por indicação e sob vigilância médica. Se por indicação médica o ácido acetilsalicílico for usado por mulheres que estejam a tentar engravidar, ou durante a gravidez, a dose administrada deverá ser a menor e durante o mais curto espaço de tempo possível.

    Para mais informações consulte o folheto informativo »

     

  9. Posso dar Aspirina® ao meu filho?

    Aspirina® pode ser tomada por crianças a partir de 12 anos de idade.
    Contudo, Aspirina® não deve ser tomada por crianças e adolescentes com doenças febris, a não ser por recomendação expressa do médico.

    Para mais informações consulte o folheto informativo »

     

  10. Qual é a diferença entre a Aspirina® e os denominados produtos genéricos do ácido acetilsalicílico?

    O princípio activo da Aspirina®, o ácido acetilsalicílico, foi descoberto e formulado pela Bayer há mais de 100 anos, e os seus produtos têm sido ainda mais aperfeiçoados desde então. A Bayer instituiu inclusivamente o “Prémio Internacional Aspirina” para galardoar os cientistas de todo o mundo por trabalhos científicos extraordinários realizados no campo da investigação da Aspirina®. Só poderá ter a certeza que está a tomar os produtos originais Aspirina®, fabricados pela Bayer, se figurar na embalagem respectiva a palavra Aspirina® ou Bayer®.

     

  11. A Aspirina® contém lactose (açúcar do leite)?

    Não, os produtos Aspirina® não contêm lactose pelo que podem ser tomados por doentes que são alérgicos à lactose.

     

Topo
Aspirina MicroActive